Minhas músicas preferidas dos Beatles

6

Algo que eu acho lindo nos Beatles é que eles sempre tem alguma música que sirva pra todos os momentos. Tem música pop, música modinha, música dançante, música de um e dez minutos, música feliz, música triste, músicas profundas, outras superficiais, rock, rock psicodélico, country, músicas que contam histórias, músicas que fizeram história…
Quem me conhece sabe da minha paixão por eles.
Pensando nisso, resolvi fazer uma lista com as minhas 10 preferidas de todas! Claro, foi muito muito difícil mas acho que cheguei no meu melhor resultado. :)

10. JULIA

Julia, Julia. Ocean child, calls me… So I sing a song of love, Julia.”

Ser “Anna Júlia” e saber que os Beatles compuseram uma música chamada “Anna” (aqui!) E outra chamada “Julia” é uma das coisas felizes da minha vida! ♥ (Sem contar os Los Hermanos, mas aí são outras histórias)
E “Julia” é tão bonita. Tão doce. Como uma canção de ninar…
Foi escrita pelo John, enquanto eles estavam na Índia, para a mãe dele. Apesar disso, algumas frases falam sobre a Yoko Ono… Uma canção de tributo e amor. Há algumas frases de poemas indianos na letra, também! Não podia deixar de ser uma das minhas preferidas.

9. PLEASE MR. POSTMAN

Eu cresci com um pouquinho de tudo o que há de maravilhoso no mundo musical: cantigas antigas, Legião Urbana, Logos, Cassiane, Carlinhos Felix, Belchior, rock e baladinhas dos anos 70, meus pais dançando na cozinha e… Beatles! E, deles, essa era a música que meus pais mais cantavam pra mim.
Nunca me esqueço do dia em que estava ouvindo Beatles (ainda não conhecia muito) e descobri essa música! Vai ter pra sempre aquele sentimento bom de infância.

8. YOU NEVER GIVE ME YOUR MONEY + GOLDEN SLUMBERS + CARRY THAT WEIGHT + THE END + HER MAJESTY

“And in the end the love you take is equal to the love you make.” 

Eu sei, aqui são cinco e não uma música. Mas há três ótimos motivos pra isso:
1) Todas são do álbum Abbey Road,
2) Elas geralmente vêm juntas mesmo (como um medley!) – até mesmo nos show que o Paul faz até hoje, elas são tocadas ao final, juntinhas e
3) São todas lindas e eu não podia de colocá-las aqui e se eu colocasse uma por uma não caberia na lista. Hahaha

Delas, Golden Slumbers e The End são minhas preferidas! Her Majesty é uma gracinha também, bem curtinha. The End tem uma das frases mais lindas que conheço (aquela ali em cima!).

7. HEY JUDE

… Porque um dos sentimentos (e momentos!) mais lindos que me lembro de já ter tido foi estar em pé naquele show, no meio de uma multidão, fechar os olhos durante essa música e absorver tudo isso.
Clássica, maravilhosa, não poderia faltar. “Then you begin to make it better, better, better…” <3

6. DEAR PRUDENCE

The clouds will be a daisy chain, so let me see you smile again. Dear Prudence… Won’t you let me see you smile?”

Queridinha de tudo!

5. SOMETHING

Essa música pra mim é bem como o amor é: você não sabe direito o que é ou como acontece mas está lá e é… algo. Algo no sorriso do outro, nas suas palavras, no seu jeito, em suas expressões. É bonito, forte e tão simples! E principalmente: mesmo que não saiba definir, você sente e tem a necessidade de descrever e expressar.
Me encanta!

4. THE LONG AND WINDING ROAD

“And still they lead me back to the long winding road… You left me standing here a long, long time ago. Don’t leave me waiting here… Lead me to your door.”

De todas as músicas dos Beatles, essa é a mais triste pra mim.
Pensar sobre a letra dessa música parte meu coração. Mas é tão, tão bonita!

3. HELTER SKELTER

Melhor. Música.
(Pesquisem a história por trás dela, também!)

2. ELEANOR RIGBY

Essa música é única. Conta duas histórias, faz duas perguntas e correria o risco de ser piegas de tão profunda que é, mas é só profunda mesmo. “Ah, look at all the lonely people…”

1.SHE’S LEAVING HOME

Como eu não sei descrever o que essa música significa pra mim, concentrarei tudo aqui: ♥.

P.s.: melhor música dos Beatles. Melhor inclusive do que Within You Without You. E do que qualquer outra!

Outras coisas:
1. A número 8, na verdade, ficou bem empatadinha com Things We Said Today.
Me, I’m just the lucky kind. Love to hear you say that love is love! And though we may be blind, love is here to stay and that’s enough!”
2. Um ótimo canal para ouvir músicas dos Beatles no Youtube é esse. Tem todas as músicas, separadinhas por álbum.
3. O melhor cover do mundo da melhor música do mundo é esse!
4. Farei outra lista em breve com toooodas as músicas que eu gosto separadas por “temas”. :)

E é isso!
Até mais, pessoal!

Música: Dara Maclean

Dara_MacleanOi, pessoal!

A Dara é uma cantora linda e que está sempre entre alguma playlist do meu celular. Inclusive, fiquei surpresa quando vi que nunca tinha falado dela aqui! A voz dela é o melhor de dois mundos: suave, doce, mas forte também.
Apesar disso, o mais lindo nela pra mim é o amor, a adoração e todo o sentimento das suas letras que ela consegue transmitir na hora de cantar – na maior parte das vezes, inclusive, prefiro ouvir as versões acústicas! É tão bonito ver alguém que realmente parece cantar o que viveu e o que sente.

As músicas são ora calmas, ora agitadas e, normalmente, é o estilo que me lembra o soul. Um pop soul loiro, contemporâneo, cristão e maravilhoso. {♥}
p.s.: o que eu entendo de música é só o que vem do ouvido e chega ao meu coração. Se alguém aí conhece um pouquinho mais, por favor, ouçam e tentem encaixá-la em alguma categoria! :)

Essa é a minha lista de músicas mais queridas dela. Não está em ordem de preferência, viu? Inclusive, deixei as duas mais lindas no final.
Espero mesmo que gostem porque ela é mesmo um xodó!


“You can’t run when you’re holding suitcases, it’s a new day, throw away all mistakes and open up your heart, lay down your guard, you don’t have to be afraid!”

Essa foi a primeira música que ouvi dela (obrigada, Chèrie!). Nada mais justo do que ser a primeira daqui também, certo?
Adoro o ritmo e a letra. Numa entrevista, ela conta que o pai disse a ela uma vez “darling, you can run holding suitcases” como conselho a uma situação problemática na vida dela. Daí surgiu a música!


“That’s what love looks like: words fail to say.
That’s what love looks like: when you give your heart away!
It takes you in, holds you close, never let you go.
So, picture all the best things in life: that’s what love looks like.” ♥

(Eu amo amo amo essa letra. E essa música. E essa melodia…)

Sabe o que eu falei ali em cima sobre perceber o sentimento das músicas através dela? Nessa, é nítido até a forma como ele se diverte cantando! Adoro o “clima” dessa música, o sentimento bom e a mensagem dela também. :)

Cristianismo (e o que ele significa pra mim) em melodia. Tão bonito!


“With you, I’ll always be… Home.”


“Thank You for finding me when You did.
You changed my life, and now I believe that love is all… that I’ll ever need
I promise my heart, and all that I am…
I’m yours forever, my love.”

Melhor de todas as músicas.
Meu coração chega aperta de tão lindo que é vê-la cantando, de combinar isso com a letra e… Ai, ai.
p.s.: Reparem, no vídeo, em 3:14 a 3:55. Choro eu junto! hahahaha

____________________________________________________________________________________________________________

Ela tem inúmeras outras músicas lindas, mas essas são minhas preferidas. Mas, ó:
1. Pra quem está apaixonado ou já encontrou seu amor, essa música é maravilhosa!
2. A Dara faz alguns covers ótimos também. Fez um de “Ain’t nothin’ like the real thing”, da Aretha Franklin (aqui) e um de “For once in my life”, do Stevie Wonder (aqui) que ficaram só amor também.

E é isso!
Até mais!

She’s leaving home – The Beatles

As vezes compartilho algumas das minhas músicas preferidas aqui no Fotografando (sonhos) e aqui está mais uma.
Essa é minha música preferida no mundo. ♥
IMG_1643

Wednesday morning at five o’clock, as the day begins
Silently closing her bedroom door
Leaving the note that she hoped would say more
She goes downstairs to the kitchen clutching her handkerchief
Quietly turning the backdoor key
Stepping outside, she is free

She
(We gave her most of our lives)
Is leaving
(Sacrified most of our lives)
Home
We gave her everything money could buy
She’s leaving home after living alone
For so many years

Father snores as his wife gets into
Her dressing gown
Picks up the letter that’s lying there
Standing alone at the top of the stairs
She breaks down and cries to her husband
“Daddy, our baby is gone”
Why would she treat us so thoughtlessly?
How could she do this to me?

She
(We never thought of ourselves)
Is leaving
(Never a thought of ourselves)
Home
We struggled hard all our lives to get by
She’s leaving home after living alone
For so many years

Friday, morning at nine o’clock, she is far away
Waiting to keep the appointment she made
Meeting a man from the motor trade

She
(What did we do that was wrong?)
Is having
(We didn’t know it was wrong)
Fun
(Fun is the one thing that money can’t buy)
Something inside that was always denied
For so many years

She’s leaving home… Bye, bye

(She’s Leaving home – The Beatles)
Veja a tradução aqui.

Essa é a minha música preferida dos Beatles (e a mais linda deles também).
E é o motivo pelo qual, quando eu for mudar de casa “sozinha”, me mudarei numa quarta feira às cinco horas da manhã e usando um lenço. (Sim, ainda serei a protagonista de todas as minhas músicas preferidas ♥)
Tão linda, tão triste, tão inspiradora, tão delicada e me deixa tão pensativa!

Curiosidades:
1. A ideia da criação da música surgiu depois que Paul leu uma notícia de jornal (Daily Mail, 17 de fevereiro de 1967) a respeito de uma moça que fugiu de casa e estava desaparecida até então. Na mesma matéria, os pais haviam sido entrevistados e teriam dito que não sabiam o porquê disso, já que ela tinha tudo o que queria em casa.
2. Nenhum dos Beatles tocam instrumentos nessa música. A melodia dela foi feita com uma orquestra contratada. É uma música única de todas as formas <3

E é isso, pessoal!
Espero que tenham gostado.
Obrigada por tudo, sempre!

Lorena Chaves

Sobre a Lorena Chaves: minha nova artista não-consigo-parar-de-repetir-as-músicas-10-mil-vezes.
fotos_lorena_08
Olá, pessoal!
Essa indicação de música eu queria fazer há um tempinho já. A Lorena Chaves foi um “achado” musical que me surpreendeu. É mais ou menos assim:
1. As músicas dela são “amorzinhos”, do tipo poesia, o que contrasta com a voz forte dela (que me lembra a da Ana Carolina).
2. E enquanto algumas músicas são calminhas-felicidade, outras são agitadas e com um tom cínico e letras que te fazem pensar.
Como pode?
Pois é. Também não sei, mas sei que funciona e estou apaixonada.

Não vou colocar na ordem de preferência porque eu simplesmente não tenho uma. Vou colocar todas as minhas cinco preferidas (em mesmo nível de igualdade!)


“Deixa a luz entrar pela janela
E te mostrar que a esperança está…
… À procura de um par!”

Daquelas para sair cantarolando por aí.


Provavelmente a minha preferida!
Essa música é mais ou menos uma história contada de forma cínica.

“Deixo a vida me levar aonde ela quiser.
Boto a culpa no destino, no fim tudo vai se acertar.
Se estou triste, abro um whisky, devo ter um bom motivo…
E se não tenho, invento, hoje eu só quero me livrar de mim.
(…)

Escrevo aqui as últimas memórias de um narciso.”

Melhor música dela, na minha opinião!



“Ah, deixa de evitar o inevitável é, viver na plenitude.
Abra o portão azul, da casa mais bonita!”

Ah! A Lorena é evangélica, assim como todas as minhas indicações de músicas aqui no Fotografando (sonhos)! E ela foi uma das finalistas do programa Ídolos, em 2008. :)
Ouçam também: Aonde está o seu amor, O amor que eu quero, Cartão Postal, Pra sempre.

E é isso!
Até mais!

p.s.: A foto inicial está no site dela.

Indicação de música: Os arrais

554017_502991053100466_874258003_n
Créditos da foto aqui.

Olá, pessoal!

Os Arrais é uma banda evangélica (e linda) formada por dois irmãos: Tiago e André Arrais. Atualmente eles moram nos Estados Unidos.
Eles têm dois cds gravados e o último CD (chamado Mais) alcançou a primeira posição no iTunes. A banda também foi indicada para o Troféu Festival de Promessas como banda revelação. Apesar de não serem tão conhecidos aqui no Brasil, essa é uma banda que vale baixar a discografia inteira!

Fui num acampamento da minha igreja durante o carnaval e os conheci lá.
As músicas geralmente são mais lentas, as letras são lindas (feito poesia), e eles têm um dom de cantar o amor de Deus com uma simplicidade única.

Aqui tem uma entrevista maravilhosa com eles, para quem se interessar!


Minha música preferida. (♥)


“Me reduziria ao pó de onde vim, mas eu não enxergo o que Ele vê em mim…” 
Essa música é tão linda!

Música que dá nome ao álbum. Também mais-do-que-linda!










E é isso, pessoal!
Não poderia deixar de compartilhar essa banda aqui.

Para quem quiser conhecer mais: página oficial, facebook oficial, youtube, instagram e twitter.

Até mais, e obrigada por tudo!

{♥}

osarrais1
Créditos da foto aqui.

Certas coisas

IMG_9088

“Não existiria som se não houvesse o silêncio
Não haveria luz se não fosse a escuridão
A vida é mesmo assim
Dia e noite, não e sim

Cada voz que canta o amor não diz tudo o que quer dizer
Tudo o que cala fala mais alto ao coração
Silenciosamente
Eu te falo com paixão

Eu te amo calado, como quem ouve uma sinfonia
De silêncio, e de luz
Nós somos medo e desejo
Somos feitos de silêncio e som
Tem certas coisas que eu não sei dizer

Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho

O resto é mar
É tudo o que eu não sei contar
São coisas lindas que eu tenho pra te dar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver

Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho

Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz…
Tem certas coisas que eu não sei dizer

Nós somos medo e desejo
Somos feitos de silêncio e som…”

(Certas Coisas – Lenine e Zélia Duncan)


Essa é, sem dúvida, uma das músicas mais lindas que conheço. E o final dela tem trechos de Wave – Tom Jobim, outra que é mais do que linda!
A versão do vídeo é cantada pelo Lenine e pela Zélia Duncan, mas a Marjorie Estiano gravou uma versão lindíssima também: aqui.

The monster symphony

Olá, pessoal!
Hoje eu vim indicar duas coisas ao mesmo tempo: uma música e um vídeo. O caso é que um amigo meu me mostrou essa música e, sem brincadeira, ela tem o videoclip mais fantástico que já vi na vida. E a música também. Já perdi a conta de quantas vezes fiquei assistindo e ouvindo!
Acho que fica páreo a páreo com Save me – Nickelback (o outro mais fantástico, na minha opinião).

Esse vídeo tem 10 minutos de duração, e é um cover da banda Aston de várias músicas da Lady Gaga: bad romance, paparazzi, telephone, alejandro e judas. A banda não tem vocal, são apenas os instrumentos (♥), e é  impressionante como eles encaixam a música com o vídeo e as situações e… É apenas fantástico!

São dez minutos de vídeo. Eu sei que as pessoas geralmente vivem numa pressa louca, mas são 10 minutos que valem muito a pena.

E é isso, pessoal!
Incrível, não?
Depois vou trazer indicações e falar um pouco mais dessa banda que é maravilhosa.

Até mais!