The monster symphony

Olá, pessoal!
Hoje eu vim indicar duas coisas ao mesmo tempo: uma música e um vídeo. O caso é que um amigo meu me mostrou essa música e, sem brincadeira, ela tem o videoclip mais fantástico que já vi na vida. E a música também. Já perdi a conta de quantas vezes fiquei assistindo e ouvindo!
Acho que fica páreo a páreo com Save me – Nickelback (o outro mais fantástico, na minha opinião).

Esse vídeo tem 10 minutos de duração, e é um cover da banda Aston de várias músicas da Lady Gaga: bad romance, paparazzi, telephone, alejandro e judas. A banda não tem vocal, são apenas os instrumentos (♥), e é  impressionante como eles encaixam a música com o vídeo e as situações e… É apenas fantástico!

São dez minutos de vídeo. Eu sei que as pessoas geralmente vivem numa pressa louca, mas são 10 minutos que valem muito a pena.

E é isso, pessoal!
Incrível, não?
Depois vou trazer indicações e falar um pouco mais dessa banda que é maravilhosa.

Até mais!

Anúncios

A culpa é das estrelas, por Troye Sivan

azuuul1

Olá, pessoal!

Desde a criação do blog, um dos posts mais acessados é esse, onde eu falo sobre o universo de A culpa é das estrelas e sobre algumas curiosidades do livro. Ontem uma leitora veio me mostrar uma música que tem muito a ver com o livro e com a história dele. A música é do Troye Sivan e eu não poderia deixar de vir aqui compartilhar com vocês.
Talvez eu seja suspeita para falar por 1) Amar esse livro 2) Ser coração mole para quase tudo nessa vida, mas… Essa música é tão linda, tão linda! Me fez chorar ao lembrar da história e ao lembrar do meu Gus e da minha Hazel.

Espero que gostem e sintam a mesma emoção que eu senti.

“I don’t wanna let this go,
I don’t wanna lose control,
I just wanna see the stars with you…”

Laís, muito obrigada por ter me mostrado essa música tão linda!

Até mais!

Obrigada por tudo, pessoal.

Duas músicas, mesmo sentimento

6Olá, pessoal!

The Piano Guys é um grupo musical formado por dois homens (Steve e Jon) que, basicamente, fazem os covers mais lindos do mundo com um piano e um violoncelo. Conheci eles pela Kamilla (conheça também!) e me apaixonei. É o tipo de música que me inspira. Amo o som do piano (tenho muita vontade de aprender) e do violoncelo e acho linda a forma com que eles brincam com as músicas e misturam músicas mais “modinhas” com músicas “tradicionais” (Mozart, Bach…).

Procurando por mais músicas deles esses dias, encontrei um cover de So happy together, dos The Turtles, mas vi que o vídeo era ainda mais especial do que parecia. Me encantei! Apenas genial, e também engraçado. Por isso, quis vir aqui compartilhar com você e mostrar essa dupla para quem talvez ainda não conheça. (:

“Muitas pessoas perguntaram porque o Steve está sempre tão feliz quando toca o violoncelo. Ele disse que é por causa dos bons tempos que passam juntos.” (tradução livre) {♥}

E aproveitando, queria mostrar outro vídeo deles aqui que, na minha opinião, é o mais bonito de todos os que eles têm.
Peponi, que significa “Paraíso” em suaíli (língua falada em grande parte da África).

 

Espero que tenham gostado, pessoal!
Quem não conhecia o The Piano Guys, essa é uma boa oportunidade para procurar mais sobre. É maravilhoso.

Obrigada por tudo, sempre!

Caine’s Arcade

Eu vejo coisas assim e penso que todos os dias tem alguém fazendo algo incrível por aí que nem sonhamos.
Uma professora muito querida e sábia disse uma vez que todos os dias ela encontra motivos para se surpreender com algo. E que, enquanto for assim, todo o resto vale a pena! Corre o risco de parecer piegas ao mesmo tempo que é singelo. Mas não… É só singelo.

“É simples ser feliz. Difícil mesmo é ser tão simples!” (Lenine)


(Você pode colocar legendas no vídeo e alterar a qualidade também, se preferir!)

“Fiquei muito impressionado ao ver o vídeo. O processo de criação dos brinquedos, a criatividade dele para improvisar com os materiais que dispõe e a “visão de mercado” dele – oferecendo prêmios e criando mecanismos para atrair a freguesia, como o fun pass. Também fiquei de boca aberta com o fato dele criar tudo aquilo e continuar aprimorando sem ter nenhum cliente para suas criações. Em tempos em que tudo o que fazemos é esperando retorno, ver alguém criando algo simplesmente por realização pessoal, para se sentir feliz consigo mesmo, é inspirador” (Raphael)

P.S.: Muito obrigada por ter me mostrado, Raphael!
P.P.S.: Não costumo indicar vídeos no blog por um único motivo: tenho preguiça de assisti-los. Mas acredito que esse vale a exceção. ♥