Feliz ano novo!

3

Olá, pessoal!

Ontem eu abri, finalmente, minha memory jar. Sentimento maravilhoso esse de relembrar algumas coisas que eu tinha esquecido, rir com outras e reler naqueles papéiszinhos momentos lindos e que, definitivamente, fizeram 2015 ser um ano lindo. Politicamente caótico, todo bagunçado, mas lindo (pra mim!). 2016 será ainda mais e eu farei a memory jar novamente. :)

Esse ano farei o projeto 365 fotos por dia também e, na verdade, serão 366! A última foto é a primeira desse ano (e estou apaixonada por ela ♥).

124[1/366] Memory jar

Feliz ano novo!

Até mais. =]

 

 

Anúncios

Memory jar

IMG_7469
Vida de estudante de Relações Internacionais (♥) me fez uma péssima fotógrafa (e péssima em várias coisas também porque, né, saudades tempo livre). Mas, acho que só percebi de verdade quanta saudades estava de fotografar quando peguei minha câmera hoje, arrumei o “cenário” e comecei a fotografar coisas aleatórias (que é basicamente o que eu mais gosto de fazer).
No final, percebi que todas essas fotos fazem parte das minhas últimas memórias (ou são feitas especialmente para isso!).

Estão aqui. Espero que gostem!IMG_7455
Essa é a minha memory jar. Coloco aí dentro momentos ou coisas boas que aconteceram comigo durante esse ano e abrirei dia 31 de dezembro. Acredito que a gratidão é algo que sempre deve ser cultivado, de uma forma ou de outra! :)

P.s.: eu “fiz” essa memory jar a partir de um potinho vazio que tinha aqui em casa + fitas + esmalte dourado e isso me deixou feliz por motivos de: habilidade manual quase inexistente. Mas deu certo e eu gostei do resultado. ♥

IMG_7461 IMG_7453

IMG_7488
Essa é a memory jar 2: um potinho feito para colocar coisas/fotos/objetos importantes ou queridas durante esse ano também. E em cima está meu colar favorito! Acho lindo esse coração e as asas em cima (e atrás é todo de metal com muitos coraçõeszinhos menores).

IMG_7470
Álbum de fotografias da instax mini.

IMG_7477
Ele é assim por dentro. Duas fotos por página e tem esse fundo branco e amarelo que é uma gracinha!
IMG_7469

IMG_7490

Meu question and answer a day. Pra quem não conhece: você responde uma pergunta diferente em todos os dias do ano, durante cinco anos. Quão incrível deve ser comparar suas respostas sobre algo e ver quem você era e como pensava a cinco anos atrás?
IMG_7495

{♥}

Estava com saudades da câmera, da edição (mesmo que dê trabalho :p), de escrever.
Mesmo no meio da correria, pretendo sempre voltar e continuar contando sempre um pouco dos meus dias aqui!

Até mais. :)

Projeto uma foto por dia: Junho!

Olá, pessoal!
Como vocês já sabem, todo fim de mês eu venho aqui com os temas do projeto uma foto por dia, criada pela Chantelle do blog Fat Mum Slim. Eu fiz esse projeto em janeiro e várias pessoas o conheceram através de mim, então sempre gosto de espalhá-lo para que mais pessoas ainda conheçam!
Pra quem não sabe, esse é um projeto fotográfico que consiste em tirar uma foto por dia durante um mês, e cada dia do mês tem um tema específico (e a foto precisa ser sobre esse tema).

Esse mês eu resolvi fazer esse projeto novamente (yey!) mas, por causa da falta de tempo para poder fotografar da forma que eu quero, vou fazê-lo pelo instagram com a própria câmera do celular. Assim consigo fazer e tirar as fotos em qualquer lugar que estiver!
Para quem quiser acompanhar, todas as fotos virão para cá: @littleshine_ (♥)

Aqui estão os temas de Junho:

Rowe_Timson_fmsphotoaday_JULY1. Alegria 2. Fazendo (algo) 3. Família 4. Ordinário/Comum 5. 11 horas 6. Aventura 7. Padrão 8. T é para… 9. Nós vivemos aqui 10. Voando 11. O início 12. Tons pastéis (cores suaves) 13. Simplesmente 14. Cruz/cruzamento/cruzar 15. Amável 16. Nas sombras 17. Cheio de paz  18. Excêntrico 19. Hábito 20. Yeah! 21. Aqui estou 22. Crescendo 23. Neste momento 24. Junho está assim 25. Raio de sol 26. Sonhando ♥ 27. Amando 28. Cama 29. Satisfação 30. O fim

Lembrando que essas traduções são livres e o inglês é um pouco complicado pois uma mesma palavra pode ter mais de um significado :)
E esse projeto é livre também: você pode interpretar cada palavra como quiser!

E é isso!
Espero que várias pessoas façam esse projeto durante esse mês.
Até mais e obrigada por tudo!

100 dicas para melhores fotografias

IMG_0667 (2)(Foto tirada da fan page do blog!)

  1. Ter uma câmera cara não faz de ninguém um bom fotógrafo.
  2. Dispare sempre em RAW. Sempre.
  3. As lentes primárias (lentes fixas) permitem aprender a ser um melhor fotógrafo.
  4. A edição fotográfica é uma arte em si mesma.
  5. A regra dos terços funciona 99% das vezes.
  6. A fotografia em macro não é para todo mundo.
  7. Os filtros UV funcionam tão bem como as tampas das óticas.
  8. Saia para fazer fotos em vez de passar horas em fóruns de fotografia, a prática supera em muito a teoria.
  9. Capture a beleza das coisas simples e mundanas e terá uma fotografia vencedora.
  10. A fotografia com filme não é melhor que a digital.
  11. A fotografia digital não é melhor que a com filme.
  12. Não há magia na câmera ou na lente.
  13. Melhores lentes não permitem fazer melhores fotos.
  14. Passe menos tempo olhando o trabalho dos demais e mais tempo efetuando o seu.
  15. Jamais leve sua câmera DSLR às festas.
  16. As garotas caçam os fotógrafos.
  17. Fazer fotos em P&B não as converte automaticamente em obras de arte.
  18. As pessoas sempre desacreditarão seu trabalho se dizer que tem “fotochop”. Melhor dizer que processou as imagens na câmera escura digital.
  19. Não é necessário fazer fotos de tudo que vê na frente.
  20. Guarda ao menos duas cópias de segurança de todas suas imagens. Como dizem na guerra “dois é um e um é nada”.
  21. Esquece a ridícula correia de pescoço e use uma para levar a câmera na mão.
  22. Aproxime-se ao fazer fotos, costumam ficar melhor que com o zoom.
  23. Seja parte de uma cena enquanto tirar uma foto, não um voyeur.
  24. Fazer uma foto agachado com frequência converte sua foto em algo mais interessante.
  25. Preocupe-se menos com os aspectos técnicos e enfoque-se mais nos aspectos relativos à composição da fotografia.
  26. Tampa com fita adesiva preta os logos e etiquetas de sua câmera, reduz a atenção e a distração.
  27. Recorde sempre de subexpor 2/3 quando disparar a plena luz do dia.
  28. Quanto mais fotos fizer, melhor será.
  29. Não tenha medo de tirar várias fotos da mesma cena em diferentes exposições, ângulos ou aberturas, você pode se surpreender com o resultado.
  30. Mostre apenas suas melhores fotos.
  31. Uma câmera compacta vagabunda segue sendo uma câmera.
  32. Participe de m fórum on-line de fotografia (mas lembre-se da dica 8).
  33. Critique, no sentido de comentar, os trabalhos dos demais.
  34. Pense no resultado antes de clicar.
  35. Uma boa foto não precisa explicação, ainda que em ocasiões uma imagem possa requerer informação adicional.
  36. Álcool e fotografia não fazem boa mistura.
  37. Busque inspiração em outros fotógrafos, mas nunca como adorador.
  38. O grão é belo.
  39. Esqueça a típica mochila de fotógrafo e recorre a uma bolsa case que permitem pegar as lentes e a câmera com mais facilidade.
  40. O segredo está na simplicidade.
  41. A definição de fotografia é: “pintar com a luz”. Usa a luz a seu favor.
  42. Encontre seu estilo fotográfico e seja fiel ao mesmo.
  43. Ter um segundo monitor é o melhor coisa do mundo para processar fotografias.
  44. Silver EFEX é o melhor conversor de P&B.
  45. Leve sua câmera com você a todas as partes. Sempre.
  46. Nunca deixe que a fotografia se interponha no seu caminho, antes de tudo desfrute da vida.
  47. Não mime tua câmera. Use e abuse dela.
  48. Faça fotos em linha reta.
  49. Dispare com confiança.
  50. Fotografia e justaposição são os melhores amigos.
  51. Imprima suas fotos em tamanhos grandes. Fará com que se sinta feliz.
  52. Presenteie suas fotos aos amigos.
  53. Presenteie suas fotos aos estranhos.
  54. Não se esqueça de emoldurá-las, dão um charme todo especial.
  55. Teste a impressão com impressoras vagabundas.
  56. Filie-se um clube de fotografia ou crie um você mesmo.
  57. Fotos são excelentes presentes.
  58. Fazer fotos de estranhos é emocionante.
  59. Improvise nas poses.
  60. A luz natural é a melhor luz.
  61. 35mm é a melhor distância focal para qualquer foto.
  62. Não tenha medo de elevar o ISO quando necessário.
  63. Não é preciso carregar sempre um tripé, na verdade a maioria das vezes nem é necessário.
  64. SÉ sempre melhor subexpor do que superexpor.
  65. Fazer fotos de mendigos e gente sem lar em uma tentativa de resultados “artísticos” é exploração.
  66. Encontrará melhores oportunidades para excelentes fotografias nas situações mais inesperadas.
  67. As fotos são sempre mais interessantes se incluírem um elemento humano.
  68. Não é possível melhorar uma foto ruim com fotochop.
  69. Hoje em dia todo mundo é fotógrafo.
  70. Não precisa viajar a Paris ou ir a uma reserva florestal para conseguir boas fotos, as melhores oportunidades estão no beco de trás.
  71. Pessoas com câmeras DSLR que fazem retratos com a empunhadura apontando para baixo têm pinta de idiotas.
  72. As câmeras são ferramentas, não brinquedos.
  73. Em termos de composição, fotografia e pintura não diferem muito.
  74. A fotografia não é um hobby, é um estilo de vida.
  75. Faça fotos, não desculpas.
  76. Seja original em suas fotografias. Não tente copiar o estilo de ninguém.
  77. O melhor fotógrafo conta histórias que fazem com que o espectador peça mais.
  78. Qualquer câmera que não seja de cor escura atrai muito a atenção do fotógrafo.
  79. Quanta mais equipamento carrega menos desfruta da fotografia.
  80. Os bons autorretratos são mais difíceis de fazer do que parece.
  81. Sorrir sempre faz aparecer a verdadeira personalidade em uma fotografia.
  82. Não pareça um suspeito enquanto faz fotos, misture-se com o meio.
  83. A fotografia de paisagens pode se tornar maçante depois de um tempo.
  84. Divirta-se enquanto fotografa.
  85. Nunca apague nenhuma de suas fotos.
  86. Seja respeitoso quando fotografar pessoas ou lugares.
  87. Ao tirar fotos espontâneas de pessoas na rua, é mais fácil usar uma grande-angular de uma lente teleobjetiva.
  88. Viagens e fotografia formam um par perfeito.
  89. Aprende a ler um histograma.
  90. Uma foto com ruído é melhor que uma borrada.
  91. Não tenha medo de fazer fotos na chuva, você pode se surpreender.
  92. Aprenda a desfrutar do momento mais do que tratar de capturar a fotografia perfeita do mesmo.
  93. Nunca faça fotos com o estômago vazio.
  94. Descobrirá um montão a respeito de você mesmo através de suas fotografias.
  95. Nunca guarde apenas para você sua visão fotográfica, compartilhe-a com o mundo.
  96. Nunca deixe de fazer fotos.
  97. A fotografia é muito mais do que fazer fotos, é uma filosofia de vida (pois se não se lembravas da dica 75).
  98. Capture o momento oportuno.
  99. Escreva sua própria lista.
  100. E agora todo mundo fazendo fotos até criar calo no dedo sem se importar muito com a dica número 36.

Essas são dicas do fotógrafo Eric Kim, que atualmente mora em Los Angeles.
Apesar dele generalizar e impor “regras” em alguns pontos (a fotografia é tão infinita!), são boas dicas e nos ajudam a lidar melhor com todo esse universo.
E, para mim, a mais impotante e linda de todas é a 94 ♥

Até mais, pessoal! :)

 

Siglas e termos da fotografia

 

IMG_9072(Primeira foto do blog com a 50mm 1.8 ♥ Volto pra falar dela depois!)

Olá, pessoal! :)

A fotografia, assim como várias outras artes, tem várias peculiaridades. Inclusive a forma de falar! Ela tem uma linguagem parecida com o “internetês”: cheia de abreviações e palavras com as iniciais de uma frase, por exemplo. Quem tem costume de mexer no flickr sabe bem do que estou falando, já que os gringos são mestres nisso!
Inclusive, quando entrei no flickr eu tinha dificuldade com isso e ficava no google pesquisando os significados. Cá estou eu para ajudar alguém que talvez não saiba!
A maior parte dessas siglas são em inglês.

1/número: É a velocidade que a foto foi tirada e está diretamente ligado com o tempo que o obturador ficou aberto. Esse número é sempre dado em segundos.
Velocidades baixas: tendência de fotos claras e pouco nítidas (se não for usado um tripé + controle remoto)
Velocidades altas: tendência de fotos mais escuras e nítidas.

B/W: Black and White”, ou “Preto e Branco”!

Bokeh: É uma técnica de fotografia onde há o desfoque com pontos luminosos – luz entre folhas das árvores, pisca pisca, etc.

Bulb: É uma modo de disparo de longa exposição da câmera. O obturador permanece aberto enquanto o botão de disparo estiver apertado.

Compo/composition: Se refere à composição da foto. Os lugares onde o fotógrafo encaixou cada coisa na fotografia ou os elementos que ele usou de forma proposital.

HDR: “High Dynamic Range, ou seja, “Alto Alcance Dinâmico”. É uma técnica fotográfica usada para balancear fotos com grande contraste  ou sub/superexpostas quando algo é colocado em evidência.

DSLR: “Digital Single-Lens Reflex Câmeras”, ou “Câmera reflex mono-objetiva digital” refere-se à câmera digital.

DOF: “Depth of field”, do inglês, “Profundidade de campo”. É uma foto com grande desfoque – o “fundo” borrado, enquanto o primeiro plano está em evidência (ou o contrário).

f. – número: Esse f minúsculo seguido de dois números (f/1.8, f/1.4, f/4.0…) significa o tamanho da abertura do diafragma. Quando menor o número, maior essa abertura é. Quanto maior a abertura, mais luz a lente consegue absorver e mais desfocada são as fotos!

Flare: Também chamado de “aberração cromática”, é quando a foto tem alguma “mancha” causada pelo sol ou por alguma outra luz no ambiente.

HDR: “High Dynamic Range, ou seja, “Alto Alcance Dinâmico”. É uma técnica fotográfica usada para balancear fotos com grande contraste  ou sub/superexpostas quando algo é colocado em evidência.

High Key / Low Key: É uma técnica de fotografia onde ou a foto é muito clara (high key), ou muito escura (low key). Mas é diferente da super/subexposição pois é intencional: o foco fica em um ponto enquanto todo o resto é composto de forma que o resto da foto fique muito clara ou muito escura.

Macro/Close: Diz respeito a uma foto de algo que está muito perto. Por exemplo: flores e insetos. Macro é um tipo de lente capaz de focar em objetos/coisas muito pequenas.

POV: “Point of view“, que significa “Ponto de vista”. As fotos podem ser tiradas de vários lugares: de frente (mais comum), de lado, de cima, de baixo… Quando alguém elogia o “pov” de uma foto, quer dizer que essa pessoa gostou do ponto de vista de onde a foto foi tirada, que é algo muito ligado com a perspectiva e o olhar do fotógrafo!

Raw:
 Do inglês, “cru”. Um tipo de resolução para fotos. Assim como JPEG, JPG, GIF (…) entre outras.
Essa resolução é “a melhor” porque ela consegue captar todos os detalhes da foto e absorver mais informações – por isso o nome. As outras extensões (em especial o JPEG) compactam a foto assim que ela vai para o cartão de memória e ela perde um pouco de qualidade.  Uma foto em RAW também é mais fácil de editar e, no processo de edição, ela perde pouca qualidade se comparada à uma foto JPEG.
É equivalente ao negativo, na câmera analógica.

SOOC“Straight Out Of Camera”, algo como “Direto da Câmera”. É uma foto sem edição – exatamente como ela veio da câmera!

Tones: Do inglês, “tons”. Refere-se às cores da foto ou à edição.

E é isso, pessoal!
Escolhi os termos mais usados (principalmente no flickr), mas se você tiver dúvida com algum e quiser perguntar, vou adorar responder! :)

Até mais e obrigada por tudo!

{♥}

 

 

Quais são os tipos de câmera?

IMG_8421

Olá, pessoal!
Hoje em dia existem vários tipos de câmeras diferentes e eu vim falar um pouquinho mais sobre elas.
Basicamente, existem as câmeras analógicas, as digitais, e as outras. São elas:

Câmeras analógicas

São as mais antigas e as primeiras a serem comercializadas. São as câmeras que usam rolos de filme.
A câmera analógica faz um processo físico e químico para bater e revelar a foto. Numa superfície sensível a luz, gravam-se os fótons (daí o nome foto-grafia). Para revelar, usa-se produtos que são responsáveis por reações químicas que vão “fixar” os contrastes no filme. A partir daí surge o negativo. A partir do negativo, podemos revelar e copiar as fotos.
Aliás, a revelação de fotos analógicas também passa por um processo químico. Antigamente, quem fazia isso eram os Laboratoristas.

Exemplos de câmeras analógicas: Diana mini, Holga 120N, Lomo LC-A, Canon AE1, Leica M9, a Zenit 122, a Yashica Electro 35, polaroids, la sardinia.
Exemplo de fotógrafos que usam câmeras analógicas: Maru e Jane.

l (2)

♥ Câmeras digitais

São as câmeras que gravam imagens de forma eletrônica e não mais através de processos químicos (como era antigamente com as analógicas). São as câmeras mais vendidas hoje!
Não há um consenso geral sobre os tipos de câmeras digitais, mas geralmente há três divisões: câmeras compactas, câmeras semi profissionais e câmeras profissionais.

1. Câmeras compactas:
São câmeras pequenas (daí o nome), leves, acessíveis e que tem a lente não removível.
Temos as ultracompactas, que tem a lente interna, não possuem zoom óptico e não possuem ajustes manuais – ou seja, a câmera define tudo por você.
Depois, há as compactas, que já têm a lente externa (mas fixa), zoom óptico e algumas têm a opção manual.
Por último, as compactas avançadas (ou super zoom), que se diferem porque o zoom já tem um alcance maior e há mais liberdade em fotografar manualmente.

Exemplos de câmeras compactas: sony cyber-shot, canon power shot, nikon coolpix.

2. Câmeras intermediárias:
São câmeras mais pesadas, mais caras, e com maior controle manual. Permitem maior qualidade de imagem, são mais rápidas e têm a lente removível. O sensor é bem maior do que o de uma câmera compacta, há a opção de fotografar em RAW e as fotos têm menos ruído e mais cor.
Há as câmeras de entrada, que são chamadas assim por serem as câmeras mais acessíveis e as que iniciam quem quer entrar no mundo da fotografia.
Depois, temos as câmeras semiprofissionais, que são diferentes das câmeras de entrada porque tem o sensor maior, são mais resistentes, têm valores de iso bem maiores também, bateria mais duradoura… Entre outros.

Exemplos de câmeras de entrada: Canon EOS Rebel T3 (a minha!), Nikon D3100.
Exemplos de câmeras semiprofissionais: Nikon D7000, Canon 60D.

3. Câmeras profissionais:
Câmeras pesadas, caras, resistentes, com o maior sensor disponível hoje (full frame) e com ótima qualidade de imagem.
Possuem valores de iso muito elevados (e fotos com quase nenhum ruído), bateria com duração muito maior e total controle manual da imagem.

Exemplos de câmeras profissionais: Canon EOS 5D Mark III, Canon EOS 1D – X, Nikon D4S, Nikon D4.

IMG_7126

♥ Outros tipos de câmeras:

Depois de todos esses, ainda existem vários tipos de câmeras!
Há as câmeras de celular, as câmeras instantâneas, as câmeras descartáveis… Uma para cada situação, cada momento, cada tipo de foto!

E é isso, pessoal.
Espero que tenham entendido e eu possa ter ajudado um pouco! :)

Mas lembrando, novamente: o que faz a foto é o fotógrafo. A câmera é meramente um equipamento, por isso não se prendam tanto a isso e apenas procurem melhorar sempre!

Até mais e obrigada por tudo, sempre!

Como funcionam os direitos autorais na fotografia?

IMG_7289Olá, pessoal!
Toda arte e qualquer coisa que seja produzida veio da inspiração e da mente de alguém – o autor. O que várias pessoas esquecem é que essa obra produzida tem inúmeros direitos assegurados. Isso é um tanto óbvio quando se fala de livros ou filmes, por exemplo, mas quando se fala de fotografia as coisas se complicam (por pura falta de conhecimento).

Há uma lei brasileira (lei de n° 9.610, de 1998) que regulamenta a questão dos direitos autorais de obras produzidas. No artigo 7 há uma série de incisos falando sobre o que é considerado obra intelectual e, dentre eles:

VII – as obras fotográficas e as produzidas por qualquer processo análogo ao da fotografia;

Ou seja: 2222
E quando se fala “… e as produzidas por qualquer processo análogo ao da fotografia”, significa dizer que está tudo incluso: fotos em DSLRs, câmeras instantâneas, foto de celular, foto de câmera descartável, foto de tablet… Todas essas.
Sua foto não precisa ser “bonita” (conceito relativo), não precisa ter vindo de uma boa câmera ou qualquer outra coisa – a lei assegura os direitos autorais por qualquer tipo de foto.

Esses direitos são chamados de Direitos Morais.
Assim sendo, precisamos entender quais são. 111

I – O de reivindicar, a qualquer tempo, a autoria da obra;
II – O de ter seu nome, pseudônimo ou sinal convencional indicado ou anunciado, como sendo o do autor, na utilização de sua obra; 
III – O de conservar a obra inédita;
IV – O de assegurar a integridade da obra, opondo-se a quaisquer modificações ou à prática de atos que, de qualquer forma, possam prejudicá-la ou atingi-lo, como autor, em sua reputação ou honra;
V – O de modificar a obra, antes ou depois de utilizada;
VI – O de retirar de circulação a obra ou de suspender qualquer forma de utilização já autorizada, quando a circulação ou utilização implicarem afronta à sua reputação e imagem;
VII – O de ter acesso a exemplar único e raro da obra, quando se encontre legitimamente em poder de outrem, para o fim de, por meio de processo fotográfico ou assemelhado, ou audiovisual, preservar sua memória, de forma que cause o menor inconveniente possível a seu detentor, que, em todo caso, será indenizado de qualquer dando ou prejuízo que lhe seja causado.
§ 1º Por morte do autor, transmitem-se a seus sucessores os direitos a que se referem os incisos I a IV.
§ 2º Compete ao Estado a defesa da integridade e autoria da obra caída em domínio público.
§ 3º Nos casos dos incisos V e VI, ressalvam-se as prévias indenizações a terceiros, quando couberem.
Art. 27. Os direitos morais do autor são inalienáveis e irrenunciáveis.

Ou seja: a coisa toda é muito mais séria do que se imagina.
Isso significa dizer, de uma forma mais simples, que esses direitos são seus mesmo que você não os queira. E também quer dizer que qualquer pessoa que usar uma foto sua é obrigada a respeitar esses direitos.
O principal e mais básico de todos eles é o II (em negrito): créditos na foto. SEMPRE.
Conheço muitos fotógrafos que usam marcas d’água nas suas fotos  por puro medo de que alguém  “roube”, coloque-as em algum lugar sem dar os créditos, mude a autoria da foto… Eu mesma usava marca d’água até pouco tempo. Esse medo é real e essas coisas acontecem, mas o triste é que nós nos protegemos de algo que, na verdade, já nos é garantido. Mais do que ser uma lei, prestigiar a obra de um fotógrafo é também sinal de respeito.

Outra coisa importante é que esses direitos estão sujeitos a provas. Se alguém questionar a autoria de uma foto, o autor deve ter meios para comprovar: por exemplo, as informações contidas no cartão de memória, a publicação dessa imagem em redes sociais do autor, o conhecimento de testemunhas, dentre outros.

3333

Nessa mesma lei, no artigo 29, fala sobre os direitos de uso (ou Direito Patrimonial).
O artigo 29 fala que qualquer tipo de utilização da obra depende da autorização prévia e expressa do autor.

Se você já trabalha profissionalmente com a fotografia e vai “vender” uma foto para um cliente, você vende apenas os direitos de uso. A foto ainda é sua, a autoria e os direitos da foto são seus e isso não muda nunca! E mesmo que tal pessoa esteja com os direitos de uso de qualquer foto sua, ainda assim essa pessoa tem obrigação de respeitar os seus direitos mencionados ali em cima – inclusive dos créditos da imagem e nome do autor. E, para garantir que tudo seja feito da melhor forma possível, todos esses direitos de uso têm de estar especificados num contrato: quanto tempo a pessoa poderá usar a foto, aonde ela vai usar, como vai usar.

444

Outra coisa importante são os Direitos de Imagem.
Cada pessoa tem o seu direito de imagem. É o que garante que ninguém pode simplesmente tirar uma foto minha e me expor por aí em qualquer lugar sem que eu saiba.
Se você fotografa uma pessoa e quer usar essa imagem publicamente, a pessoa fotografada tem que conceder a Licença de Uso de Imagem dela. Assim acontece também quando você fotografa símbolos ou imagens famosas (por exemplo, o logo do McDonald’s).

Claro que “na vida real” essas coisas são mais complicadas de serem seguidas à risca, mas conhecer nossos direitos (e deveres) é o ponto de partida de tudo.
Por isso, não tenham medo de “brigar” quando encontrarem alguma foto de vocês por aí sem os devidos créditos. Esse é um direito garantido por lei – mas é também algo que deveria partir da consciência de cada um, como forma de respeito ao autor da foto.

IMG_7286

P.S.: Esse post foi feito baseado nesse artigo do Dicas de Fotografia e na Lei n° 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.

Até mais, pessoal!