100 dicas para melhores fotografias

IMG_0667 (2)(Foto tirada da fan page do blog!)

  1. Ter uma câmera cara não faz de ninguém um bom fotógrafo.
  2. Dispare sempre em RAW. Sempre.
  3. As lentes primárias (lentes fixas) permitem aprender a ser um melhor fotógrafo.
  4. A edição fotográfica é uma arte em si mesma.
  5. A regra dos terços funciona 99% das vezes.
  6. A fotografia em macro não é para todo mundo.
  7. Os filtros UV funcionam tão bem como as tampas das óticas.
  8. Saia para fazer fotos em vez de passar horas em fóruns de fotografia, a prática supera em muito a teoria.
  9. Capture a beleza das coisas simples e mundanas e terá uma fotografia vencedora.
  10. A fotografia com filme não é melhor que a digital.
  11. A fotografia digital não é melhor que a com filme.
  12. Não há magia na câmera ou na lente.
  13. Melhores lentes não permitem fazer melhores fotos.
  14. Passe menos tempo olhando o trabalho dos demais e mais tempo efetuando o seu.
  15. Jamais leve sua câmera DSLR às festas.
  16. As garotas caçam os fotógrafos.
  17. Fazer fotos em P&B não as converte automaticamente em obras de arte.
  18. As pessoas sempre desacreditarão seu trabalho se dizer que tem “fotochop”. Melhor dizer que processou as imagens na câmera escura digital.
  19. Não é necessário fazer fotos de tudo que vê na frente.
  20. Guarda ao menos duas cópias de segurança de todas suas imagens. Como dizem na guerra “dois é um e um é nada”.
  21. Esquece a ridícula correia de pescoço e use uma para levar a câmera na mão.
  22. Aproxime-se ao fazer fotos, costumam ficar melhor que com o zoom.
  23. Seja parte de uma cena enquanto tirar uma foto, não um voyeur.
  24. Fazer uma foto agachado com frequência converte sua foto em algo mais interessante.
  25. Preocupe-se menos com os aspectos técnicos e enfoque-se mais nos aspectos relativos à composição da fotografia.
  26. Tampa com fita adesiva preta os logos e etiquetas de sua câmera, reduz a atenção e a distração.
  27. Recorde sempre de subexpor 2/3 quando disparar a plena luz do dia.
  28. Quanto mais fotos fizer, melhor será.
  29. Não tenha medo de tirar várias fotos da mesma cena em diferentes exposições, ângulos ou aberturas, você pode se surpreender com o resultado.
  30. Mostre apenas suas melhores fotos.
  31. Uma câmera compacta vagabunda segue sendo uma câmera.
  32. Participe de m fórum on-line de fotografia (mas lembre-se da dica 8).
  33. Critique, no sentido de comentar, os trabalhos dos demais.
  34. Pense no resultado antes de clicar.
  35. Uma boa foto não precisa explicação, ainda que em ocasiões uma imagem possa requerer informação adicional.
  36. Álcool e fotografia não fazem boa mistura.
  37. Busque inspiração em outros fotógrafos, mas nunca como adorador.
  38. O grão é belo.
  39. Esqueça a típica mochila de fotógrafo e recorre a uma bolsa case que permitem pegar as lentes e a câmera com mais facilidade.
  40. O segredo está na simplicidade.
  41. A definição de fotografia é: “pintar com a luz”. Usa a luz a seu favor.
  42. Encontre seu estilo fotográfico e seja fiel ao mesmo.
  43. Ter um segundo monitor é o melhor coisa do mundo para processar fotografias.
  44. Silver EFEX é o melhor conversor de P&B.
  45. Leve sua câmera com você a todas as partes. Sempre.
  46. Nunca deixe que a fotografia se interponha no seu caminho, antes de tudo desfrute da vida.
  47. Não mime tua câmera. Use e abuse dela.
  48. Faça fotos em linha reta.
  49. Dispare com confiança.
  50. Fotografia e justaposição são os melhores amigos.
  51. Imprima suas fotos em tamanhos grandes. Fará com que se sinta feliz.
  52. Presenteie suas fotos aos amigos.
  53. Presenteie suas fotos aos estranhos.
  54. Não se esqueça de emoldurá-las, dão um charme todo especial.
  55. Teste a impressão com impressoras vagabundas.
  56. Filie-se um clube de fotografia ou crie um você mesmo.
  57. Fotos são excelentes presentes.
  58. Fazer fotos de estranhos é emocionante.
  59. Improvise nas poses.
  60. A luz natural é a melhor luz.
  61. 35mm é a melhor distância focal para qualquer foto.
  62. Não tenha medo de elevar o ISO quando necessário.
  63. Não é preciso carregar sempre um tripé, na verdade a maioria das vezes nem é necessário.
  64. SÉ sempre melhor subexpor do que superexpor.
  65. Fazer fotos de mendigos e gente sem lar em uma tentativa de resultados “artísticos” é exploração.
  66. Encontrará melhores oportunidades para excelentes fotografias nas situações mais inesperadas.
  67. As fotos são sempre mais interessantes se incluírem um elemento humano.
  68. Não é possível melhorar uma foto ruim com fotochop.
  69. Hoje em dia todo mundo é fotógrafo.
  70. Não precisa viajar a Paris ou ir a uma reserva florestal para conseguir boas fotos, as melhores oportunidades estão no beco de trás.
  71. Pessoas com câmeras DSLR que fazem retratos com a empunhadura apontando para baixo têm pinta de idiotas.
  72. As câmeras são ferramentas, não brinquedos.
  73. Em termos de composição, fotografia e pintura não diferem muito.
  74. A fotografia não é um hobby, é um estilo de vida.
  75. Faça fotos, não desculpas.
  76. Seja original em suas fotografias. Não tente copiar o estilo de ninguém.
  77. O melhor fotógrafo conta histórias que fazem com que o espectador peça mais.
  78. Qualquer câmera que não seja de cor escura atrai muito a atenção do fotógrafo.
  79. Quanta mais equipamento carrega menos desfruta da fotografia.
  80. Os bons autorretratos são mais difíceis de fazer do que parece.
  81. Sorrir sempre faz aparecer a verdadeira personalidade em uma fotografia.
  82. Não pareça um suspeito enquanto faz fotos, misture-se com o meio.
  83. A fotografia de paisagens pode se tornar maçante depois de um tempo.
  84. Divirta-se enquanto fotografa.
  85. Nunca apague nenhuma de suas fotos.
  86. Seja respeitoso quando fotografar pessoas ou lugares.
  87. Ao tirar fotos espontâneas de pessoas na rua, é mais fácil usar uma grande-angular de uma lente teleobjetiva.
  88. Viagens e fotografia formam um par perfeito.
  89. Aprende a ler um histograma.
  90. Uma foto com ruído é melhor que uma borrada.
  91. Não tenha medo de fazer fotos na chuva, você pode se surpreender.
  92. Aprenda a desfrutar do momento mais do que tratar de capturar a fotografia perfeita do mesmo.
  93. Nunca faça fotos com o estômago vazio.
  94. Descobrirá um montão a respeito de você mesmo através de suas fotografias.
  95. Nunca guarde apenas para você sua visão fotográfica, compartilhe-a com o mundo.
  96. Nunca deixe de fazer fotos.
  97. A fotografia é muito mais do que fazer fotos, é uma filosofia de vida (pois se não se lembravas da dica 75).
  98. Capture o momento oportuno.
  99. Escreva sua própria lista.
  100. E agora todo mundo fazendo fotos até criar calo no dedo sem se importar muito com a dica número 36.

Essas são dicas do fotógrafo Eric Kim, que atualmente mora em Los Angeles.
Apesar dele generalizar e impor “regras” em alguns pontos (a fotografia é tão infinita!), são boas dicas e nos ajudam a lidar melhor com todo esse universo.
E, para mim, a mais impotante e linda de todas é a 94 ♥

Até mais, pessoal! :)

 

Anúncios

Você conhece o duolingo?

IMG_8708
Olá, pessoal!

Vim falar do aplicativo mais legal de todos os tempos para quem está aprendendo / quer aprender / gosta / fala a língua inglesa. Eu o descobri esses dias graças à uma professora linda (e fofa) que tenho na faculdade.

cats

Esse aplicativo se chama Duolingo e a proposta dele é que você aprenda/exercite o inglês jogando e se divertindo! Têm questionários, jogos em inglês, traduções, desafios… É muito legal!
Eu sou uma falante do inglês de nível avançado, e passei o dia brincando no celular com ele. Hahahaha!

Cada capítulo de exercícios tem uma meta de pontos e no máximo 3 oportunidades de erro – e se você errar mais do que isso têm de fazer de novo.

Em resumo: eu gostei muito!
Achei genial não só pra quem está aprendendo, mais também para quem quer aprender ou apenas quer exercitar de um jeito leve e divertido. {♥}

(Para baixar: androidios)

E é isso, pessoal!
Vocês já conheciam?

Se não, espero que tenham gostado da dica! :)

Até mais e obrigada por tudo, sempre!

Dica do dia: perder a ponta da fita adesiva nunca mais!

Certo, não me batam ok? auahuahaua Essa é uma dica muito, muito boba. Mas é muito, muito útil também – para todo mundo! E como a idéia da “dica do dia” é facilitar a nossa vida com coisinhas pequenas, cá estou eu! :) Sabe quando você vai usar a fita adesiva e antes de tudo, passa meia hora tentando achar a pontinha? Esse é uma dica fácil para não precisar fazer isso nunca mais!

IMG_8601

1. Fita adesiva comum :)

IMG_8602

2. Depois que terminar de usar, “dobre” a pontinha dela, colando uma na outra…

IMG_8604

… assim. :)

IMG_8605

3. E fim!

Assim, quando for usar na próxima vez, a ponta não se “perde”! E então? Gostaram dessa dica boba? hahahahahahaha Eu não sabia disso até pouco tempo e ficava no ritual de meia-hora-tentando-achar-a-pontinha-antes-de-usar SEMPRE! Até depois, pessoal! :)

 

Dica do dia: organizando post-its!

IMG_8579

… Assim! :)

Oi, pessoal!

Essa dica é muito útil! Eu, que vivo usando post-its em tudo quanto é lugar, não aguento ver um com uma orelhinha na pontinha ou amassado… :/ Então, sempre faço isso.
É bem simples:

Pegue um pouquinho dos seus post-its e cole na última página da sua agenda/caderno. A pressão das folhas vai deixá-los sempre lindos e sem amassar! ♥
Mas lembre-se: não coloque muitos post-its. Cada um deve ter no máximo umas 30 folhinhas, porquê se não fica muito grosso e, se for uma agenda, por exemplo, isso pode prejudicar até a encadernação!

IMG_8581

IMG_8582E é isso!
Espero que tenham gostado, pessoal! E obrigada por tudo, sempre.

p.s.: Mil desculpas por deixar o blog desatualizado de vez em quando… Ando numa rotina louca de estudos aqui em casa, por isso não ando conseguindo atualizar o blog todos os dias. Mas é só durante mais um mês e espero que tudo volte ao normal.

{♥}

 

 

Dica do dia: Limpando alianças!

IMG_8398Oi, gente! :)
Essa é uma daquelas “dicas de mãe”, sabe? Sempre valiosas e úteis. {♥}

Vamos precisar de:

♥ Polidor de metais (eu uso esse aí da foto, o tio Silvo)
♥ Algodão, flanela ou papel toalha
♥ Uma aliança ou um anel! :D

collageÉ bem simples:
1. Basta umedecer o algodão com o polidor de metais e passar na aliança, mas sem usar muita força.
2. Espere secar. (É rapidinho!)
3. Depois, com outro pedaço de algodão limpo, limpe a aliança e tire o produto de cima.

Pronto!
Alianças e anéis limpinhos e brilhando!
E foi bem mais fácil do que tentar com água e sabão (que não funciona!), certo?

Gostaram? Espero que tenha sido útil!

Viagem – Buenos Aires! – Conhecendo a cidade e dicas (parte 1)

buenos1

Oi, pessoal!

Fui a Buenos Aires em Julho do ano passado. Estava arrumando algumas pastas do meu computador e encontrei algumas fotos perdidas… Me deu saudade e resolvi vir aqui contar um pouco sobre como foi a viagem e minhas impressões sobre o lugar!
Algo que me deixa triste é que, como viajei sozinha, não tenho muitas fotos minhas por lá.. :(

Espero que gostem!!
p.s.: Todas as fotos aqui são de minha autoria. :)

A cidade:

♥ A cidade é uma mistura entre tradicional e contemporâneo. Grandes prédios, inúmeros museus, casas de shows, igrejas gigantescas com lindas pinturas, muitas esculturas, muitas praças, muito verde. Ao mesmo tempo, várias construções modernas. É como se sentir parte em séculos antigos e parte no século 21! E também, parece um pedacinho da Europa em território sul-americano. *-*

buenos1

buenos2

♥ Faz frio. O inverno de lá não é muito rigoroso, mas é frio para quem é acostumado com o clima brasileiro.
No meu primeiro dia, fui andar pela cidade com um casaco bem fininho e apesar da temperatura durante a tarde ser amena (de 15 a 20° C), faz um vento muito forte e com pouco tempo de caminhada fiquei com o nariz vermelhinho e com as mãos congelando!
Durante a noite faz mais frio ainda. O maior frio que já senti na vida foi lá – 5°C!- durante a noite. Então: roupa de frio sempre!

buenos2

Duas coisas nessa foto:
1 – Percebe todo mundo agasalhadinho?
2 – O contraste antigo/novo. Os dois prédios em primeiro plano, tradicionais, e os prédios lá atrás bem modernos. Acho isso incrível!

♥ Vá a pé! As ruas são todas planas (muito difícil encontrar ladeiras ou subidas) e em cada rua tem várias lojas, restaurantes aconchegantes, teatros e várias atrações. Todas as ruas são lindas, cheias de construções imensas e lugares fotogênicos. Há feirinhas populares, banquinhas de revistas por todos os lados, várias lojas de conveniência, livrarias… Um charme. *-*

22 de julho

22 de julho, 9:00 da manhã. Uma rua qualquer pra me encantar!

buenos3

Essa aí no cantinho foi minha companheira de quarto. *-* auhauhau

buenos4

Nesse dia, acordei bem cedinho e fui andar. Meu café da manhã foi no McDonald’s (saudável!) e ainda peguei o sol nascendo. ♥

buenos10

Este é o Caminito. Falo mais sobre ele no próximo post!

buenos11

Bairro Recoleta!

buenos12

ESSE é o lugar mais fantástico de Buenos Aires. Mas falo sobre ele depois também!

♥ A área comercial de Buenos Aires não para. Em qualquer hora do dia as lojas estão abertas (exceto domingos – mas várias lojas abrem também!), as ruas movimentadas e as pessoas passando apressadas de um lado para o outro. De madrugada também: a maioria das boates começa a funcionar à meia noite e tem uma rede de lojas de conveniência lá chamadas “open 25hrs” que não fecham!

55

A foto tá escura, mas essa é a rua Florida às 22:30.

buenos5

Fotos desfocadas = ♥

♥ Lá é tudo bem limpinho. Todos os lugares que fui, seja nas partes mais afastadas ou não do centro, não vi lixo no chão ou coisas do tipo. Ponto para os argentinos!

♥ Buenos Aires é a cidade do Tango. Em praticamente todas as ruas você encontra uma casa de Tango com grandes apresentações. Nelas, o instrutor inclusive “ensina” quem quiser antes do espetáculo e geralmente há um jantar depois.

buenos7

Sofrendo! AHAHAHAHAHAHAHAHA Eu e minha colega de quarto. Uma montagem que fizeram para nós, como lembrança *-*

♥ Buenos Aires também é a cidade do alfajor! E é uma delícia! Você encontra deles para vender em qualquer lojinha de doces (e são muitas). Sugiro a Havanna, que é uma das mais antigas e com os melhores alfajores.

♥ Algo que achei MUITO interessante por lá, principalmente quem pensa em ir de carro: as ruas são todas vazias. Os estacionamentos são subterrâneos, então não há engarrafamentos, trânsito pesado, dificuldade de encontrar vaga para estacionar. Só há lugar para estacionar o carro na própria rua nos lugares mais afastados do centro.

P1020055555555555

“Gosto muito de te ver, leãozinho… Caminhando sob o sol!” {♥} auhauhua

bueeeeeenos

♥ Starbucks!!!

Preciso contar uma coisa meio boba da minha vida: nunca tinha ido numa Starbucks antes. Aqui em Brasília, onde eu moro, não tem… E quando fui ao Rio e São Paulo não tomei! ahahahaha
Então, chegando em Buenos Aires, vi VÁRIAS starbucks. Fiquei pulando, toda feliz. *-*
Corri numa lan house, coloquei o endereço do hotel em que eu estava e procurei pela starbucks mais próxima. Fiz um desenho num papel, arrastei meu tio e a minha colega de quarto e fui! Felicidade define!!

Mas aí… Quando eu voltei pro hotel.. Bom, digamos que eu entendi o porquê dos meus pais/melhor amiga/namorado me chamarem de lerda. Pela primeira vez eu resolvi prestar atenção na rua ao redor e notei que tinha uma starbucks AO LADO do meu hotel. Mas ao lado mesmo, gente!! Parede com parede e eu louca andando e procurando!! Tive vontade de me dar uns tapas, daí depois eu acalmei e foi amor pro resto da viagem auhauhauhau ♥

buenos8

buenos9

Dicas pra quem pretende ir:

♥ Com relação à viagem por si só, não há muito o que se preocupar.
Não é necessário visto nem passaporte para viajar, não é preciso tomar nenhuma vacina, e apenas a identidade é obrigatória para passar na imigração.

Língua: Lá todos falam o espanhol, mas como um número muito grande de brasileiros vão pra lá (é fácil encontrar um na rua!), os argentinos começaram a se comunicar através do “portunhol”.

Eles improvisam um pouco, nós também. Tentar aprender um pouco da língua ajuda bastante, mas se você for sem saber nada também dá pra se virar bem. Até porquê, as duas línguas são parecidas. :)

♥ As pessoas costumam dizer que argentinos são mal educados e não gostam de brasileiros. Isso não é verdade! Os argentinos são muito, muito bem educados – principalmente em restaurantes, lojas e serviços no geral. A diferença é que eles não são tão “simpáticos” como nós somos. Acho que nenhum povo é, né? Nós, brasileiros, nascemos com o dom de ser um povo aconchegante por natureza. Lá, eles sorriem, te tratam bem, mas são sérios. Sem muitas piadinhas, sem ficar batendo papo e conversando.

♥ Algo que me incomodou um pouco lá: Todo mundo fuma muito. Muito mesmo. A quantidade de gente que passa nas ruas fumando (desde adolescentes a idosos!) é muito grande! Felizmente, há leis que só permitem fumar em lugares abertos.

Moeda: Peso argentino. Uma vantagem bem grande que temos é que o peso é mais de duas vezes mais barato em relação ao real, então não é uma viagem tão cara. De preferência, vá em casas de câmbio aqui no Brasil mesmo, porquê lá eles tem várias taxas de conversão e você acaba perdendo um pouco de dinheiro.

Alimentação: Argentinos não se alimentam muito bem. Há um Burger King e um McDonald’s em cada esquina! E os outros restaurantes, no geral, servem massas, pizzas e coisas do tipo. Há várias churrascarias também! Mas comida, comida mesmo, não são muitos os lugares em que se encontra.

♥  Roupa de frio é importante! Estamos acostumados com o calor do Brasil, e nos dias mais frios lá, a temperatura chega a mínima de -5°C e máxima de 10°C. A temperatura média fica entre 10°C – 20°C.

♥ Não há mudança de horário de lá pra cá. O horário é o mesmo, mas lá não tem horário de verão. É bom lembrar de ajustar o relógio uma hora antes quando for viajar! :)

♥ Ligações: prefira ligar em lojinhas de conveniência. Cabines telefônicas são mais caras.

Para ligar para o Brasil: 055 (código internacional do Brasil) + DDD da sua cidade + número de telefone.

Para ligar do Brasil para Buenos Aires: 054 (código internacional da Argentina) + 011 (código de Buenos Aires) + número do telefone.

edit: Outra coisa importante é que, usando o celular, é preciso ter créditos tanto para ligar quanto para receber ligações, por causa do Roaming Internacional.

♥ Tomadas: a voltagem é 220/240, o que é ok, mas as tomadas lá são de 3 pinos! Fui sem saber disso e acabei tendo que comprar por lá (de um vendedor ambulante na rua do meu hotel!). De preferência, compre um adaptador universal antes de viajar.

IMG_8372

Essa são as entradas de lá! :)

E é isso!

Espero que tenham gostado. Se tiverem alguma dúvida, podem perguntar e eu vou tentar ajudar com o que sei!

A parte 2 desse post vai ser onde eu vou falar sobre os lugares principais de lá, mostrar mais algumas fotos que tirei e dar indicações de onde ir, onde ficar, onde comer, o que fazer!

Obrigada por tudo, pessoal.

{♥}

Como criar um hábito de leitura?

tumblr_lawezzjfn71qcg4f2o1_500_large
Foto do we ♥ it

“Meus livros são minhas ferramentas. Também servem como meus conselheiros, minha consolação e meu conforto.” (Charles Spurgeon) ♥

Imagine a cena: você, uma tarde de sol com o vento soprando bem de leve, um lugar calmo, uma xícara de café e um livro. Momentos como esses, ao meu ver, são os mais perfeitos. Como poderia ter algo melhor do que se desligar do mundo e se perder dentro de um universo encantador?

Ah é. Só tem um problema. Você odeia ler. Como alguém consegue ficar mais de 10 minutos segurando um livro? Afinal, tem a internet chamando, tem a casa de algum amigo pra ir ou algo pra fazer… Bom, é. A verdade é que sempre vai ter algo pra fazer. Eu sei, gente.

Sabe, a paixão pelos livros não é algo do tipo “Ah, hoje eu vou me viciar em livros. Vou pegar dois livros de quinhentas páginas e ler em 2 horas!”. Não… Vai de pouco a pouco. Hoje você pega um livro, demora dois meses pra ler, pega outro, demora um mês, e assim vai. Cada livro é um desafio, um novo mundo te esperando. E é um universo tão, tão lindo… Por isso, aqui vão algumas dicas:

– Seja firme.
Decidir que vai começar a ler é fácil, mas o primeiro desafio começa sempre nas primeiras páginas. É um livro novo, você ainda não conhece a história, e ainda não se sente animado para continuar a ler. Continue do mesmo jeito! Tenha em mente que toda a história sempre tem algo de bom para te passar.
(E mesmo que a história seja muito, MUITO ruim, ao menos você já sabe o que não ler novamente!)

– Não estabeleça horários.
“De tal hora a tal hora eu vou ler”: É furada. A não ser que você seja realmente muito disciplinado, em uma ou duas semanas você vai sair do ritmo. Mas é simples! Você já decidiu: vai começar a ler de verdade. Nos seus horários vagos (antes de dormir, no intervalo da escola ou na troca de professores, dentro do ônibus, no banheiro.. HAHAHA) pegue o livro e leia. Quando a história começar a te prender, vai ser natural querer trocar uma hora de computador por uma hora de leitura.

– Sempre chegue no próximo capítulo!
Começou a ler? Ótimo! Não pare no meio de uma página ou frase, porque assim, quando você pegar o livro novamente, vai acabar se perdendo de onde estava. Coloque na sua cabeça: “Só vou parar quando chegar no próximo capítulo!” Assim, você lê mais e ainda grava melhor a história!

– Sempre leve um livro consigo.
Se prestar atenção, vai ver que sempre vai ter uma oportunidade para ler. Mas, como vai fazer isso se o livro não estiver com você? Sempre mantenha um livro dentro da bolsa, da mochila, do carro, da mesa do escritório.. Sempre! Ter um livro por perto é sempre o mais importante.

– Encontre seu gênero preferido.
Não adianta. Podem te recomendar tal livro um milhão de vezes mas, se não for o tipo de livro que você goste de ler, você simplesmente não vai ler. Para começar, leia vários livros, cada um de um gênero diferente. Um de romance, outro de suspense, outro com aqueles mistérios policiais… Encontre o livro que mais se adapta com você!

(Sugiro começar com um romance policial. Um bom mistério faz bem a alma, sabe? E são os livros mais fáceis de se apegar, tamanha a vontade de saber a resolução do caso!)

E eu paro por aqui. Espero que as dicas tenham sido de ajuda!
Quando vocês descobrirem o mundo que a leitura pode te proporcionar, vão saber que já deveriam ter começar a ler há muito tempo…