Marcha do vinagre em Brasília – minha experiência!

994790_10152031892203849_1585717498_n A foto principal não poderia deixar de ser essa. ♥

“COPA, EU ABRO MÃO! QUERO DINHEIRO PRA SAÚDE E EDUCAÇÃO!”
“O POVO, UNIDO, JAMAIS SERÁ VENCIDO!”
“EU SOU BRASILEIRO, COM MUITO ORGULHO, COM MUITO AMOOOOOOR!”
E, claro:
“Ouviram do Ipiranga às margens plácidas de um povo heróico um brado retumbante…”

Tá vendo como segundas feiras podem ser lindas?

collage White monday com a boba, pano branco na janela e dois avisos no mural do ICC sul, na UnB. ♥

Três movimentos no mesmo dia: white monday (todos de branco!), vem pra janela (panos brancos na janela) e, o melhor: MARCHA DO VINAGRE!
Coloquei minha blusa branca, pendurei outra no parapeito da minha casa e fui para minha aula na UnB pela manhã. O amor começou já no 110 quando eu vi umas 30 pessoas só naquele ônibus usando blusas brancas! Lá dentro, vi cartazes sobre a manifestação. Acabou a aula, almoçamos, foi dando a hora… E pronto, 16h.

yegaiudsgiaudgiasudhgiasu

Chegamos no Museu Nacional de Brasília pouco depois das quatro da tarde e estava lotado! Muitas, muitas pessoas e vários carros da polícia já estavam presentes. Vi gente sorrindo, vi gente com cartazes, vi rostos pintados de verde e amarelo. Vi jovens e vi adultos. Vi duas mulheres na minha frente, de cabelo branquinho, gritando e enroladas com a bandeira. Vi o MEU POVO.
Fomos andando no eixão em duas faixas. Três. Quatro. Cinco. Há! Pegamos as seis faixas – fecharam a pista para nós. No começo, estávamos todos tensos porque a última manifestação, sábado passado, tinha sido muito violenta… Mas os policiais caminhavam quietos ao nosso lado, fazendo a barreira. Gritamos, batemos palmas. Sentamos no chão, em pleno Eixo Monumental, demonstrando que a manifestação era pacífica. “Estamos aqui, não vamos fugir, queremos justiça!”.

auauauauauauauaua

Caminhamos e chegamos em frente ao Congresso Nacional. Eu estava lá na frente, e os policiais bloquearam a rampa de acesso principal. Olhei para trás e vi uma multidão! Muita, muita gente até onde a vista alcançava… E foi uma visão tão linda. No gramado, ao lado do espelho d’agua, na frente da rampa: gente gritando, gente feliz, gente cantando, gente. Foi então que as primeiras pessoas pularam no espelho d’agua, e começaram a tentar furar a barreira policial para “invadir” o Congresso e, então, os policiais usaram spray de pimenta, uma bomba de efeito moral e cacetetes nos mais atrevidos. “VEM TODO MUNDO! O POVO, UNIDO,  JAMAIS SERÁ VENCIDO!”, e ficamos nesse “invade, não invade”  por um tempo.  Mais pessoas começaram a entrar no espelho d’agua.

Uma cena linda: eu, dentro do espelho d’agua, com uma amiga que estava comigo. Um menino passa distribuindo máscaras, eufórico, para o caso de usarem outra bomba de gás. Pouco tempo depois, uma outra menina se aproximou sorrindo e colocou um pouco de vinagre nas nossas máscaras. “Vamo lá que esse Congresso é nosso e o povo vai todo junto”!

De repente, gritaram: “LATERAAAAAAAAAAL!” e o povo todo se dispersou para o lado direito do congresso, que dava “acesso” ao teto do Congresso. Todo mundo começou a correr e os policiais foram juntos: quando levei um cacetete de raspão no braço, subi um “morro” de grama em dois segundos e nem sei como (e tive um ataque de asma quando cheguei lá em cima). Corremos mais. SUBIMOS! AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!

ninja_congresso

congresso_3

congresso_2

945912_10201576001301737_920796275_nFoto horrível, mas o significado é muito nítido para mim. Eu, a Mari e duas meninas que eu nem conhecia em cima do Congresso Nacional. Não vou esquecer isso nunca!

Não dá pra descrever o que foi aquilo. O povo na grama, o povo no teto, o povo no espelho d’agua. O povo, que acabou por invadir a rampa depois. O povo refletido nas cúpulas, frente a luz (justamente a foto inicial). E o povo, lá em cima, cantando o hino nacional.

Em cima do Congresso Nacional.
Cantando o Hino Nacional da República Federativa do Brasil.

E a vontade de chorar? E o sentimento de orgulho que transborda bem maior do que as minhas palavras?
Esses eu deixo aqui dentro, onde vai ficar pra sempre na minha memória.

Momentos (e suas resoluções):
Um grupo de punks que estavam lá picharam o Congresso com um “A” entre círculo, simbolizando o anarquismo. Depois, alguns manifestantes voltaram com tinta branca e pintaram. ♥

Policiais deram UM único tiro de bala de borracha. Todos os manifestantes pararam tudo e começaram a vaiar. “SEM VIOLÊNCIA! SEM VIOLÊNCIA!”, gritando e cantando… E não deram mais nenhum tiro. É algo para se elogiar, não? A polícia foi exemplar.

PSTU apareceu querendo pegar um pouquinho da manifestação para si. Foi xingado, vaiado. A manifestação é apartidária!

Sem títuloasdihasiudhaiusd Esse cara, com esse cartaz!

Gente na rua (no começo, antes de fecharmos tudo) passando com os carros, buzinando, levantando mãos e sorrindo para os manifestantes.

Policiais (alguns, não todos) sorrindo.

E, claro, essa visão que eu tive:

ninja_congresso_2

Por último, queria deixar aqui um dos momentos mais bonitos da manifestação inteira:

O BRASIL INTEIRO SE MOVEU!
Foram mais de 20 estados e 400 manifestações pelo Brasil. E o Rio, minha gente? 100 mil SÓ NO RIO! Foram belíssimos 250 mil pessoas nas ruas, unidas, mãos com mãos.
Não deixe de ir nas manifestações da sua cidade! Não deixe de participar, não deixe de falar, gritar, lutar junto com a gente. VEM PRA RUA!

E se você é de Brasília, tem manifestação hoje a tarde, no museu, às 16h. YEEEEEEY!!!!

Anúncios

11 comentários sobre “Marcha do vinagre em Brasília – minha experiência!

  1. Queria tanto ter ido .-.’ mas tinha aula :/
    Que saco, viu? Além disso, tem o fato dos meus pais, desesperados, não deixarem eu ir T_T /eucriança :(
    Mas que lindas suas imagens e parabéns por ter ido, imagino que a sensação tenha sido ótima :D

  2. Oi Iza…
    eu fui em apenas uma manifestação. Infelizmente depois que a passagem baixou a manifestação em SP tomou um outro rumo e eu estou meio confusa… nem quero mais ir as ruas.
    Escrevi sobre isso no meu blog e ilustrei… enfim.

    • Eu fiquei rindo aqui por causa do Iza. Eu tenho tanta cara assim de Izabela? auhauhauhau

      Eu fui em duas – a do vinagre e a última de quinta feira. A marcha do vinagre foi linda… Subimos no Congresso, gritamos e eu vi todo mundo unido por um ideal… Mas a de quinta me decepcionou tanto. Fiquei triste mesmo. Eu entendo o que você fala… Eu também não tenho mais vontade de ir às ruas. :/

  3. Pingback: Acorda Brasília! – Minha experiência | Fotografando (sonhos)

  4. Choro todas as vezes que vejo o vídeo “A VOZ DO POVO” e, só de pensar que uma linda e fofa como você estava lá, morro! Morro de orgulho e de inveja!
    Estou, cada vez mais, apaixonada por seus posts, Anna Júlia!

    • Somos duas então! Me arrepio vendo esse vídeo. E me orgulho de ter participado disso, subido no Congresso, ter lutado um pouco.

      Mas ei, quem dera ser linda e fofa, flor!
      Fico feliz de saber que gosta do blog. Me deu um motivo pra sorrir hoje, moça (:

Olá! Comente e volte sempre! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s