O caçador de pipas, por Khaled Hosseini

img_1013

“Hassan e eu mamamos no mesmo peito. Demos os nossos primeiros passos na mesma grama do mesmo quintal. E, sob o mesmo teto, dissemos nossas primeiras palavras.
A minha foi baba.
A dele, Amir. O meu nome.
Olhando para trás, agora, fico pensando que os alicerces do que aconteceu no inverno de 1975 – e de tudo o que veio depois – já estavam contidos nessas primeiras palavras.”

Ao meu ver, o caçador de pipas representa o significado da verdadeira amizade. Da verdadeira lealdade, acima de qualquer coisa. Uma lealdade feita pela inocência de duas crianças e moldada pela maldade e pela covardia.
Mais do que palavras: gestos.
Alguém que te entende sem que você abra a boca, que sabe o que você precisa e que não vai medir esforços para te fazer feliz e para estar ao teu lado.

Quão longe você iria por um amigo? Quão forte você é para lutar por ele?
Pequenos momentos que definem uma vida inteira. A covardia, o medo, o calar quando se deve falar. As coisas que passam, as oportunidades perdidas, o desespero, a dor, o remorso. É um daqueles livros que ficam na memória por anos a fio e que doem, machucam a cada vez que você volta a pensar nele.

“Abri a boca e quase disse algo. Quase. O resto da minha vida poderia ter sido bem diferente se eu tivesse dito alguma coisa naquela hora. Mas não disse. Só fiquei olhando. Paralisado.”

Não vou falar muito e nem do quanto eu chorei ou de quão profundamente esse livro me marcou porque, além de perder a graça, acredito que a maioria já leu. Esse livro tem uma linguagem pesada, diferente e difícil de se acostumar, mas vale a pena.

Ele desperta a esperança, e mostra que sempre haverá o erro – mas sempre haverá também a segunda chance.

Minha avaliação: 5 estrelas.

Anúncios

12 comentários sobre “O caçador de pipas, por Khaled Hosseini

  1. O caçador de pipas é do tipo que você tem que estar preparado psicologicamente pra ler… Sério, eu parei quase na metade porque era sofrimento de mais e … Acho que ainda não criei coragem o suficiente pra continuar a leitura, mesmo sabendo o quanto o livro é maravilhoso.
    A devoção do Hassan, a covardia do Amir, a dor, a angústia, a injustiça, a tristeza… Acho que ainda não estou preparada o suficiente pra continuar uashaush

    • Tem mesmo.
      É mesmo muito triste… Acho que é um dos livros mais tristes que eu já li, de todos. Só não sei se é mais triste do que a cidade do sol, também dele.
      Mas continue! E me conte, no final.
      O Hassan, Milla. O Hassan… :/
      Falando nisso: você já assistiu o filme?
      =(

      • Eu assisti só o começo também! haha. É muito triste também… E o pior dos filmes de drama baseados nesse tipo de livro é que você vê aquilo tudo e… No livro você só imagina, e diminui um pouco, afinal é totalmente fora da nossa realidade e do que a gente já viu… Já no filme tem toda a pesquisa antes, a parte visual, tudo.
        Tudo é triste relacionado a esse livro, que isso u.u
        O caçador de pipas foi o único livro a me arrancar lágrimas logo nas primeiras páginas… Ai, o Hassan… )):

  2. Primeiro eu li e depois vi o filme! Sinceramente deveria ter feito o contrário, pq eu sempre acho q falta algo para colocar no filme… E em todos que fizerem assim, faltarão! Não tem jeito… não dá p/ mostrar td no filme!
    De qq jeito, amei o livro! Indico e indico de novo! hahahah

    • Ah, sempre acho isso! Quase sempre me decepciono com adaptações de livros para o cinema… :(
      Acho que a única adaptação que conheço que ficou tão ou melhor (melhor, na verdade) do que o livro foi O poderoso chefão. Incrível!
      Inclusive, estou com o coração apertadinho porquê A menina que roubava livros vai virar adaptação pro cinema e ficarei muito triste se ficar ruim… Mas fazer o quê, né?
      Prefiro pensar que apesar de exisitir a possibilidade de ficar ruim, tem também a possibilidade de ser um filme lindo!

      Maaaaaaas, voltando ao assunto principal (eu falo demais! auhauauh): O caçador de pipas é maravilhoso demais. E triste demais! :(
      E também acho que falta coisa no filme… O livro é tão precioso e tocante e não consegui me emocionar TANTO no filme..

      Um beijo, Mayume!

  3. Eu já li e também vi o filme…Sou da mesma opinião da Mayume, os filmes sempre deixam a desejar…E apesar de seu uma história triste, me tocou muito em vários momentos, me emocionei em vários trechos…Impossivel não chorar!!!É livro forte e marcante!!!Super recomendo!!!Muito bom você ter mencionado ele aqui no seu blog!!!Já amava, agora então, rssss…Beijos linda

    • Também acho.. e fico triste por isso!
      Mas o livro é sempre mais detalhado e passa não só a história, mas também características do autor e do que ele quis dizer e o filme não consegue captar isso sempre. :(
      O caçador de pipas é muito forte e marcante mesmo! Chorei tanto quando li!! :((

      Um beijo pra ti, Lihh!!!

Olá! Comente e volte sempre! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s