A culpa é das estrelas, por John Green

11

É um livro fantástico.

Eu realmente não sei se eu vou conseguir falar direito sobre esse livro, porquê afinal, como você fala sobre algo tão contraditório, tão profundo e tão, tão intenso?

A culpa é das estrelas, livro do John Green, conta a história de Hazel e Gus. Hazel tem 16 anos e tem câncer terminal desde os 13, enquanto Gus é um garoto bonito que um dia, aparece no grupo de apoio a crianças com câncer, que Hazel visita. A partir daí, tudo começa a mudar. Ambos querem sobreviver, sofrem pelo câncer, etc… Certo? Errado.

O que torna esse livro tão fantástico é que ele é um clichê totalmente original. Não é mais um romance previsível sobre a história de dois jovens que se apaixonaram mais vão morrer em breve por causa do câncer e que vai te fazer chorar no final e pensar “Oh, que história triste, o câncer é realmente algo terrível”. Não!

Esse livro é tão… pessoal. Como eu falo sobre um livro que parece que a história também é minha? A Hazel e o Gus são tão reais! Poderiam ser eu, você, amigos, pessoas comuns que a gente encontra na rua. Não é um livro com grandes reviravoltas, grandes acontecimentos, grandes surpresas… é a vida real. É a vida que vivemos de fato: acordamos, tomamos café, as vezes estamos mal-humorados, tem dias que não tem nada pra fazer, sentimos tédio, ouvimos música, lemos livros, choramos com filmes…

Eu me coloquei no lugar da Hazel e do Gus o livro inteiro e é exatamente isso que me fez amar e odiar esse livro com tanta intensidade. John Green mostra a vida de quem tem câncer do jeito que ela é, sem máscaras, sem sensacionalismo, só como a grande droga que é. E isso te faz ter raiva! Te faz ter raiva pensar que doenças assim existam, te faz ter raiva pensar que ela tenha de transformar tantas vidas de forma irreversível, porquê poderia ser você. E é tudo uma imensidão contraditória e sufocante. Ao mesmo tempo que eles já não acreditam na vida, eles tentam sobreviver todos os dias. Ao mesmo tempo que as coisas são banais, elas são importantes. Ao mesmo tempo que o câncer é algo permanente na vida da Hazel e que é um peso na vida dela, câncer é o que menos se fala no livro. E é o que mais se fala, também, porquê é a VIDA dela. Entende? O amor, no livro, também não é romance. O amor é só… amor. É o amor que eles não estavam procurando e não queriam achar, mas está lá. E é lindo!

Eu amo a forma com que a Hazel tem um livro preferido e o empresta para o Gus, amo o jeito que o Gus ouve as músicas da banda preferida dele, amo a metáfora do cigarro, amo (e odeio) a relação deles com o Peter Van Houten, amo a forma com que o John consegue transformar tudo em algo tão incrível de uma forma TÃO banal. É como um tapa na cara.

Tudo é indireto, subjetivo, nas entrelinhas. Eu quero que vocês entendam o quão lindo esse livro é pra mim e o tanto que ele me marcou, mas quem consegue descrever sentimentos?
Ah é. O John Green.

Com relação ao livro por si só: a capa é linda (Com o céu! ♥), a fonte e espaçamento são ótimos e as páginas são amareladas.

Depois desse livro, leio até a lista de compras pro supermercado do John.

8 comentários sobre “A culpa é das estrelas, por John Green

  1. Hmmm, preciso desse livro pra mim! Desde de que ainda tava anunciando quando ia lançar aqui! hahaha. Sério, preciso!

    Ta super de parabéns, Ju. Achou um meio termo, do tipo, profissional, mas nem tão assim, pra não ficar cansaivo. Lindo *-*

    • Eu tive sorte, comprei ele na primeira semana que saiu! Me apaixonei primeiro pela capa e depois pelo autor, porquê eu tinha lido a resenha de uma menina falando que John Green era um ótimo escritor.
      Compre, compre mesmo. Na verdade, quando você ~resolver~ vir aqui eu te empresto!
      E essa resenha não foi uma resenha de verdade… Não consigo descrever esse livro direito. Não tem como! :( Mas obrigada. Mesmo. ♥

  2. Pingback: Os meninos da rua Paulo, por Ferenc Molnár « Fotografando (sonhos)

  3. Pingback: A culpa é das estrelas – e principalmente do John Green! « Fotografando (sonhos)

  4. Pingback: A culpa é das estrelas | Ganbatte xDD

  5. Pingback: Trailer: A culpa é das estrelas! | Fotografando (sonhos)

  6. “Depois desse livro, leio até a lista de compras pro supermercado do John.”
    Depois que acabei o livro e depois e ter chorado um bocado, também pensei isso, num tom humorado de quem ainda sim está triste (pelo o que acontece no fim do livro). Também amei o livro e queria te indicar um tumblr, não sei se você conhece, mas já que você leria até a lista de comprar delez
    (Assim como eu), certamente irá gostar. É o tumblr: onlyifyoufinishedtfios.tumblr.com, nele o John responde perguntas de pessoas que já leram o livro e explica os pontos de vista dele, muito interessante.
    Bom, parabéns pela resenha pois está boa, apesar de não explicar o livro, explica muito bem como nos sentimos em relação a ele. Amei.
    Abraços,
    Ana Clara Cavalcante.

Olá! Comente e volte sempre! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s